CRIEI ESTE BLOG PARA DIVIDIR MEUS SONHOS E FATOS REAIS. COMO NÃO SEI ESCREVER POUCO, QUASE O TRANSFORMEI EM AUTO AJUDA.LONGE ESTA ESTA PRETENSÃO.É MEU PRIMEIRO BLOG POR ISTO OS ERROS NA TENTATIVA DE ACERTAR. PEÇO DESCULPAS POR MINHAS FALHAS.

domingo, 4 de março de 2012

FAZ MUITO TEMPO



    Este blog foi o primeiro que fiz. É bem simples e eu o abandonei há bastante tempo. Aqui tem muita coisa para ler que eu gosto,mas que talvez não seja do interesse de ninguém. São coisas que para mim parecem ser de muito valor. Ficará registrado mais ou menos como sou e do que gosto. Tantas coisas muito sérias se passaram. Sei que não posso fazer dele um diário, mas ao mesmo tempo acho que já é um.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Minha Maneira

  Faz algum tempo que não coloco nada neste Blog. Sou apenas alguém que acha que sabe sobre Blog, e por isso acha que pode ir colocando o que pensa.Não sigo uma linha, ao contrário vou para todos os lados. É só assim que sei escrever, colocando aquilo que penso ou gosto, sem nunca pensar em agradar . 
  Peço desculpas pela audácia de pensar que isto agrada. Vou melhorar com o tempo e só depois disto volto a postar.
  Deixo esta bela imagem que parece celestial.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

CARINHO



    A um tempo atrás, li muito sobre os milagres do CARINHO. Li casos de pessoas (crianças é mais citado ), onde doenças graves foram curadas através do TOQUE de mãos amorosas.
    Pensando nisto, fico a pensar no quanto de verdade existe nisto tudo. Eu adulta, com idade bem avançada, seria muito feliz se pelo menos uma vez em um ano, alguém simplesmente afagasse meu cabelo. Na verdade, esta havendo um enorme distanciamento entre filhos e pais, marido e mulher,entre irmãos, que na maioria das vezes mal suportam a presença um do outro, quando se encontram á mesa para as refeições.
    Observo os gestos , os olhares que trocam, no geral, e vejo neles quase nada. Nem um gesto de ternura, nem um abraço, ou aquele olhar doce com que se olha a pessoa amada. Fico me perguntando, aonde foi parar o amor ? Me refiro ao amor de maneira geral. Amor a natureza , as flores , aos animais , ao trabalho, ao ser humano que esta tão carente. Pessoas trabalham como máquinas, muitas delas não gostando do que fazem. Olhando os mais velhos e doentes, com ar de piedade ou pior, como se fossem um trastes muito usado e que não serve para mais nada. Esta é a realidade em grande parte dos casos que observei.
    Sinto um pouco de medo, não da solidão , mas de não ter pelo resto da vida, um gesto de carinho sincero de alguém. Fui criada sem carinho.  Parece que na época ,era feio demonstrar que se amava uma pessoa, fosse ela a esposa ou os filhos. Com isto , eu também fiquei bloqueada, e poucas vezes demonstrei a meus filhos ( com gestos ) o quanto eu os amo.
    Sou bastante emotiva, e o que mais encomoda no momento, é ver a frieza das pessoas. Amigos, ausentes, sem tempo para te ouvir um pouquinho. Filhos , ocupados com seus compromissos. Crianças que dão um beijo....se ganhar um presentinho, ou um docinho. Não correm mais para o nosso colo em busca só de um abraço, ou de um beijo, ou mesmo para ficar um pouco no colo. Como serão como adultos amanhã ?
    Vou continuar sonhando com, o afago, o beijo melado de uma criança, a ternura de uma voz, e de um abraço. Um ABRAÇO verdadeiro , cheio de carinho e emoção. Um olhar doce, aquele olhar que chamamos de bêbado de amor. Basta isto.....um olhar . O amor é isto. Basta um olhar, um gesto....sem palavras.
    A última pessoa , que me olhou com doçura, e o olhar sorridente e sincero,pela alegria do reencontro, foi a quase um ano atrás.....minha querida professora de pintura. Esta criatura , é uma das poucas que conheci,  que transmite e passa uma paz , uma esperança e a certeza de que existem corações que ainda sabem distribuir amor , num gesto simples.....um olhar , um  sorriso !!!!!!!!

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Por do Sol no Guaiba



    Foto tirada ao anoitecer na Usina do Gasômetro.
    Porto Alegre RS

Dia dos Namorados



 Não sei mesmo o que falar sobre esta data. Houve muitas mudanças naquilo que se tinha como "namoro ". Acompanho, mas na vida dos jovens observando,ouvindo, porque para o meu conceito de Amor estou totalmente fora de moda.
O amor, é coisa que atualmente parece uma jóia rara que muitos buscam e não encontram. Esta sumindo no mundo inteiro. No lugar dele ficou o desrespeito aos sentimentos alheios, as mentiras descabidas, o interesse e o medo da solidão. Isto torna as pessoas ariscas e com medo de se doarem por inteiro.As vezes aceitam alguém, pelo medo de ficarem sozinhos.
O gostoso ainda é ;o olho no olho, o ramalhete de rosas, ou um simples andar de mãos dadas chutando as pedras do caminho, um olhar no infinito e seguindo firme juntos. Um andar tranquilo, seguro, onde não aja a traição, o descaso, a falta de ternura e compreensão.
Carinho, muito carinho, mantém a pessoa amada em paz e pronta para enfrentar turbulências que a vida amorosa sempre trás. Com amor verdadeiro supera-se tudo até mesmo a dita traição.
Na verdade, quem AMA não TRAI.
Desejo muito amor e paz, aqueles que encontraram sua outra metade .Aos que ainda procuram, que a busca acabe e vire um belo e eterno amor verdadeiro.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Algumas telas

               Obra de Julien Dupré


                O Pescador de Zandvoort. Obra de Jozef Israels 1856.

      A Moça do Brinco de Pérola 1665. Obra de Vermeert

     Eu amo a pintura.Caso pudesse teria uma galeria em casa.




sábado, 19 de março de 2011

Sementes

  Sementes de ontem, frutos de hoje. Sementes de hoje, frutos de amanhã! Por isso, não perca de vista o que você  anda escolhendo para deixar cair na sua terra. Cuidado com os semeadores que não lhe amam. Eles têm o poder de estragar o resultado de muitas coisas.
 Cuidado com os semeadores que você não conhece. Há muita maldade escondida em sorrisos sedutores...
 Cuidado com aqueles que deixam cair qualquer coisa sobre você, afinal, você merece muito mais que qualquer coisa.
 Cuidado com os amores...eles costumam deixar marcas dolorosas que não passam...
 Cuidado com os invasores do seu corpo... eles não costumam voltar para ajudar a concertar a desordem...
 Cuidado com os olhares de quem não sabe lhe amar...eles costumam lhe fazer esquecer que você vale à pena...
 Cuidado com as palavras mentirosas que esparramam por aí... elas costumam estragar o nosso referencial da verdade...
 Cuidado com as vozes que insistem em lhe recordar os seus defeitos...elas costumam prejudicar a sua visão sobre si mesmo.
Padre Fábio de Melo.

domingo, 13 de março de 2011

Aniversário



   Meu aniversário não poderia passar em branco.Completei mais uma primavera que se encaminha para o outono. Depois virão os desgastes do inverno. Para mim o que importa mesmo, é a determinação de seguir sempre enfrente. Não importa quantas pedras terei que tirar do meu caminho, ou simplismente contorna-las, uma coisa eu sei. Seguirei sempre tentando ser um pouco melhor do que hoje.
  A vida é um sopro. Enquanto eu tiver este sopro estarei na luta pelos meus sonhos.
  Quero deixar aqui, a foto do presente mais caro que recebi.
  Com certeza mais belo que as rosas, só os sentimentos das mãos que as ofertaram . Obrigada !!!!!

segunda-feira, 7 de março de 2011

Insulto.


Quero aqui deixar uma crônica de Larré, do jornal Diário de Santa Maria. Achei muito boa e vou deixar no meu Blog para sempre.


      DO INSULTO.


  Há formas diferentes de insulto. Até em medicina existe este termo para definir episódicos males do organismo. Mas o vocábulo tem sempre a conotação agressiva das ofensas e o sentido maldoso dos malquereres. Traz o anátema da violência e não disfarça, na sua negra face, o ódio e a hostilidade.
  Tenho aversão a qualquer forma de violência. Seja ela verbal ou física, moral ou psicológica. A paz, a calma, a tolerância, o perdão e o amor são o meu tema. E, como um brasão, componho assim a parassematografia dos meus dias. Já sofri maldades e ofensas. Fosse eu revoltado, traria na alma fundas cicatrizes. Os males que recebo, relego-os ao esquecimento. E, dos meus malfazeres, me arrependo e me castigo. Não sou um homem puro. Apenas procuro me enfileirar entre os bons, na tentativa de me tornar um deles.
  Mas o insulto me aborrece e a agressão me agasta. Tudo que se opõe à ética me enfada. Às vezes, minha alma se fere nos maus tratos da estética. Entristeço-me ao ver aquela agressiva cena de enlamear a cara alheia com o arremesso dissonante de uma torta doce. Quanto horror e pena me causou o ver, ao acaso de uma novela tola, a atriz Fernanda Montenegro e o saudoso Paulo Autran, protagonizando aquela cena descabida de uma guerra de mesa, de molhos, de tortas, de bebidas e de doces. Quanto mal e quanto espanto causou aquilo a alma e à sensibilidade da gente brasileira ! Isso é uma forma de insulto. O rosto, a  face, a cara das pessoas é a verdadeira digital da honra de cada criatura. Deve ser intocável ao mais púgil dos espíritos.
  O ser humano inventou mil maneiras de insultar a dignidade alheia. Uma palavra, um gesto, um muxoxo apenas, pode carregar uma dose letal de ódio, se expelido como um petardo de intenção maldosa.
  O ensinamento de que " violência gera violência e só o amor constrói para a eternidade ", encerra uma das mais perfeitas lições de humanidade. A sentença é de tal beleza, que já foi atribuída a Augusto Comte, a Getúlio Vargas, a Mahatma Gandhi, a São Francisco de Assis e a outros pensadores.
 Não importa quem tenha dito antes este pensamento.
 Importa que haja sempre alguém a repeti-lo .
  Escritor e jornalista J. Bicca Larré.


sexta-feira, 4 de março de 2011

Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dize-las.
Voltaire.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Tempestade.

Teus amigos foram se abrigar ao primeiro sinal de tempestade-
debandaram todos e ficaste a chorar:
Imóvel pelo medo dos raios e trovões ...
E dentro dos abrigos houve festa-
Que durou até muito,
Muito além da tempestade ...
Quando saíram todos e te viram
Ensopado e tremendo de febre,
Críticas surgiram pela tua covardia:
Que absurdo ter medo de tempestade !
E ainda acharam que não pensaste em ninguém,
Deixaste a todos " preocupados ",
Ficaste doente dando trabalho ...
Como és egoísta !
No fim,
Foste tu o monstro
E os abandonaste na tempestade ...


         Marco Aurélio Ferreira.





sábado, 19 de fevereiro de 2011

Dúvidas do Cotidiano.

Como definir uma pessoa má ? Trata-se de uma característica inata ou é algo que foi adquirido ao longo dos anos de formação ? Como ajudar alguém a evoluir moralmente ?
RESPOSTA : Trata-se de um questão muito complexa, mas eu penso que, para a grande maioria dos casos, a maldade é filha da fraqueza, ou seja, não acredito que existam pessoas que gostem de ser más e se orgulhem disso. Até maldosos, são quase sempre, derivados de emoções que escaparam do controle da pessoa, especialmente aqueles que dependem da inveja: ao admirar e valorizar algo em outra pessoa, a criatura mais fraca se sente diminuída e humilhada pela presença daquela virtude. Não sendo capaz de se conter, reage violentamente ao que foi sentido como uma agressão - a presença, no outro, da qualidade admirada e não possuída. Pessoas imaturas, egoístas e pouco tolerantes a contrariedades e frustrações é que fazem parte daquela que chamamos de más, justamente porque investem contra nós sem que tenhamos feito algo de negativo para elas. Reagem com raiva pelo simples fato de sermos do modo como somos e isso lhes mostra suas limitações e incompetências. É por isso que penso que se essas pessoas egoístas e invejosas conseguirem evoluir emocionalmente, o que implica em aprenderem a tolerar melhor as dores da vida, poderão perfeitamente se tornarem criaturas portadoras das virtudes que tanto invejam. A verdade é que os egoístas gostam de mostrar que estão felizes, mas não é verdade. quem esta feliz não age de forma agressiva - e gratuitamente - contra ninguém. Pessoa feliz não tem tanta inveja, não é tão insegura e ciumenta. É hora de pensarmos de forma mais séria sobre nossos valores morais e aqueles das pessoas que nos cercam.
Quem esta bem se preocupa menos com os outros, com o que tem ou deixam de ter.


Flavio Gikovate.
   http://www.stum.com.br

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

RECOMEÇAR

Não importa onde você parou ...
Em que momento da vida você cansou ...
O que importa é que sempre é possível e necessário recomeçar.
Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo ...
É renovar as esperanças na vida e, o mais importante ...
Acreditar em você de novo.
Sofreu muito neste período ?
Foi aprendizado ..
Chorou muito ?
Foi limpeza da alma ...
Ficou com raiva das pessoas ?
Foi para perdoá-las um dia ...
Sentiu-se só por diversas vezes ?
É porque fechaste a porta até para os anjos ...
Acreditou que tudo estava perdido ?
Era o início da tua melhora ...
Onde você quer chegar ?
Ir alto ?
Sonhe alto ...
Queira o melhor do melhor ...
Se pensarmos pequeno ...
Coisas pequenas teremos ...
Mas se desejarmos fortemente o melhor e principalmente, lutarmos pelo melhor ...
O melhor vai se instalar em nossa vida.
Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não da minha altura ".
Carlos Drummond de Andrade

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Camille Pissarro




Reflexões diuturnas.

    É muito difícil arrancar de um triste uma gargalhada. Assim como é difícil arrancar uma lágrima de um frívolo.
   É muito difícil arrancar de um implacável um perdão.
   E é quase impossível arrancar de um rancoroso uma atitude de clemência.
   Não há como esperar que seja veraz um mentiroso.
   Nem que seja falso um homem íntegro.
   É impossível esperar de um tolerante uma punição.
   Assim como é desnecessário ter esperança de que um néscio manifeste compreensão.
   Não sai água de um isqueiro nem fogo de um chafariz.
   De um maledicente jamais virá uma palavra de consolo, mas sempre virão admoestações.
   Um maldoso só se ocupa em reprimir, nunca em redimir.


   Nunca bata à porta de um egoísta para pedir ajuda. Antes, bater à porta de outro necessitado.
   Nunca se deve acreditar que um vulcão esta extinto, principalmente se você dormir ao lado dele.
   Um vulcão em atividade é mais confiável que um vulcão extinto. Pelo menos você pode calcular a extensão dos danos do vulcão em atividade e precaver-se dele. E quem pode calcular em que condições e grau de destruição voltará a atividade um vulcão 
extinto ?


   Assim são também as pessoas. a qualquer momento, um manso pode tornar-se agressivo. E sua agressividade pode vir a ser muito mais destruidora do que a do agressivo contumaz.
Paulo Sant'Ana.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Desejos.


Quero algo novo, original. E mais, que nossos desejos e escolhas sejam realmente nossos.
Quanto ao amor, quero-o singelo.
Se eu desejar alegria, nunca jamais será a dos ébrios. Será a da corruíra fazendo seu ninho no limiar da primavera. É alegria das coisas pequenas, a pena para o ninho, por exemplo. Não há ninho que mereça esse nome se não tiver uma pena. Se eu desejar alegria, não será a dos bobos da corte, a dos programas de humor, nem a do ridículo dos outros. A alegria que desejo não é a da gargalhada, mas a do SORRISO ; não é a da festa, mas a da ceia. Minha alegria é a do ancião, alegria destelhada. Deixo a chuva cair sem medo sobre a minha alegria. Prefiro poupar as árvores, desejo uma natureza cuidada com o zelo dos amantes. Por fim desejo uma espiritualidade vertendo da vida para além das terras da religião.
    Vontades comungadas tornam prósperos os anos e melhor o mundo.

Pablo Morenno.